fbpx

A plenitude da mulher moderna

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A mulher do século XXI.

Hoje o pouco não nos satisfaz. Queremos mais. Mais sucesso, mais dinheiro, mais amor, mais reconhecimento, mais verdade, queremos mais até de nós mesmas, queremos ser melhores no que fazemos e em quem somos.

Conquistamos a nossa liberdade financeira (muitas estão a caminho dessa conquista e eu desejo de todo o coração que consigam), conquista que eu acho a mais libertadora, pois a partir dela não precisamos mais nos sujeitar a relacionamentos tóxicos por não termos como sobreviver.

Além disso, desejamos um emprego e uma carreira em que possamos nos expressar, mostrar nosso valor, não somente pagar as nossas contas. A nossa vida profissional deixa de ser o segundo plano apenas para garantir a nossa sobrevivência e passa a ser uma das coisas mais importantes da nossa vida.

Exatamente por isso que todos os dias milhares de mulheres (homens também) deixam profissões que não fazem mais sentido em suas vidas e começam a trilhar um novo caminho. Eu sou uma delas. Advogada, percebi que a advocacia não estava mais me preenchendo de satisfação e então criei a Você Bela, porque nada para mim é tão importante quanto a minha plenitude e um trabalho que eu ame faz parte desse processo.

Desejamos mais do que uma vida mecânica, sem prazer, sem amor.  Temos ideais e estamos dispostas a lutar por eles.

Na luta por nossos sonhos e ideais muitas vezes temos que fazer escolhas difíceis, como adiar a maternidade e o casamento, sair da casa dos pais para termos nossa independência, morar em outro país, nos distanciarmos de pessoas que amamos, mas que não compreendem nossos anseios, mudarmos de carreira para de início ganhar menos. As vezes até escolhemos momentaneamente a solidão quando ela é necessária para alcançarmos esse estado de plenitude.

Não é fácil fazer tais escolhas, de algumas podemos até nos arrepender, no entanto, é sempre uma tentativa de encontrar a nossa plenitude, de estarmos inteiras em nós mesmas, para sentirmos a tão almejada felicidade.

Queremos mais da vida. Queremos uma vida realmente gratificante. Um trabalho em que possamos exercer todas as nossas potencialidades. Queremos um relacionamento afetivo que valha a pena e não apenas para não estarmos sós.

Acho que estamos perdendo o medo da solidão, selecionamos quem está ao nosso lado, de amigos a amores. O amor quando chega deve colaborar para esse estado de integridade emocional e psicológica que almejamos. Fica em nossa vida somente quem é para ficar. E esse conjunto de fatores, de escolhas, de sentimentos, estão colaborando para que cada dia estejamos mais fortes, decididas e firmes na busca do que nos faz inteira. Parabéns para todas as mulheres que em meio a turbulência da vida, não deixam de buscar o que lhes faz plenas.

× Como posso te ajudar?